Feito com Paixão, Consumido com Prazer

Navegue

Conheça a Vinícola Villaggio Bassetti

Crescendo a cada geração, a paixão pelo vinho culminou na criação da Villaggio Bassetti. Você está convidado a conhecer a história da vinícola, que tem início na Itália, berço mundial do vinho, e chega nos tempos atuais às terras altas e rústicas de São Joaquim com a elaboração de vinhos de altitude.

Duas famílias, dois continentes e um oceano de paixão pelo vinho

No final do século XIX milhares de famílias italianas fogem da instabilidade política na península em busca de um novo destino que represente o futuro. Com eles, apenas alguns pertences e pouco mais que a roupa do corpo. Mas não esquecem de levar, bem acondicionados na memória, os conhecimentos e as paixões milenares desenvolvidas por seu povo a partir da civilização romana.

Foi assim que os Pioli encontraram os Bassetti – e vice-versa. Nos arredores de Curitiba, no planalto paranaense, Juca Pioli produzia seus vinhos artesanais, para deleite da família e encantamento dos netos, que levavam seu sobrenome e o do genro, marido da filha única.

Muitos anos mais tarde, a tradição iria ser renovada. As famílias Pioli e Bassetti iriam se perpetuar também nos rótulos e no paladar dos bons vinhos produzidos por seus descendentes, continuação da saga desenhada desde a travessia do oceano, mais de 130 anos antes.

Casa Pioli, final do século XIX

José Eduardo Pioli Bassetti, engenheiro químico, encontrou em São Joaquim, no planalto sul catarinense, as condições geo-climáticas que considerou necessárias para produzir vinhos de qualidade. O vinho estava no sangue do neto como estava do avô. Só o sonho era maior: produzir o melhor vinho do Brasil em plena altitude.

Seus irmãos Marco Aurélio, engenheiro agrônomo, e Cesar Juliano, engenheiro mecânico, arregaçaram as mangas e aceitaram a empreitada. Juntos iriam unir paixão atávica à tecnologia e em 2005 nascia a Villaggio Bassetti.

"Nossa vinícola é um grande laboratório, impecável na limpeza, precisa nos resultados."

Anderson de Césaro, Enólogo da Villaggio Bassetti

Os desafios do plantioA primeira tarefa foi implantar os primeiros vinhedos: dois hectares de Merlot e dois de Cabernet Sauvignon em 2005. Um ano depois foi plantado um hectare de Pinot Noir e mais um de Sauvignon Blanc. Somados aos dois hectares de Sauvignon Blanc plantados em 2009 e 2010 são capazes de fornecer as uvas necessárias para a primeira fase do empreendimento.

A satisfação da colheitaA primeira safra da Villaggio Bassetti foi colhida em 2008: apenas uvas Cabernet Sauvignon maduras e sadias. Uma quantidade pequena, apenas 520 garrafas bordalesas, trazia ao mundo o Primiero 2008, produzido pelo sistema girolate, de fermentação e amadurecimento em barricas de carvalho francês.

O nome do vinho veio de uma comuna italiana localizada na região do Trentino Alto Ádige, de onde imigraram os primeiros membros da família Bassetti para o Brasil, na década de 1870.

Um ano depois um corte das uvas Merlot e Cabernet Sauvignon batizava o Montepioli 2009, justa e emocionada homenagem ao avô Juca.

E então, no limiar da nova década do século XXI, a vinícola apresentou suas novas atrações: Villaggio Bassetti Sauvignon Blanc 2010 e o Rosé Villaggio Bassetti 2010, com Merlot e Pinot Noir.

Todos os vinhos trazem tipicidade varietal e clara identidade regional, e são elaborados através de modernas técnicas enológicas que agregaram refinamento e complexidade aos quatro rótulos.

"O nome disto é capricho!"

Uma visitante entusiasmada

O prazer de degustarDar tudo à uva no campo. Extrair dela o melhor na vinícola. Para se manter fiel a este princípio a Villaggio Bassetti foi buscar a tecnologia para trazer ao seu vinho a sofisticação almejada. Equipamentos adequados ajudam a produzir os vinhos, incluindo os tanques de aço inox, e vieram do país berço do vinho e das famílias Pioli e Bassetti. Equipamentos de última geração para uma nova geração de vinhos. Inovação constante, inclusive na forma de elaborá-los.

Processos como girolate, que gera vinhos particulares e intensos, e tanques com sistema de inertização extraem das uvas suas melhores qualidades, mantendo a tipicidade dos vinhos de altitude.

O clima frio da região retarda e alonga o ciclo das videiras contribuindo para um perfeito amadurecimento das uvas. O solo pedregoso ajuda na rápida drenagem das águas da chuva. O resultado são uvas sadias e ricas em polifenóis e açúcares naturais.

Dizem os enólogos que o vinho é feito no campo. Quando o terroir é perfeito, o vinho assim deve ser.

E os vinhos da Villaggio Bassetti comprovam a máxima. Um novo terroir trabalhado com paixão e dedicação pode apresentar, na taça, vinhos encantadores.

A continuaçãoHoje já são cinco rótulos, novas safras. Além do Primiero 2011, o Montepioli 2010, Sauvignon Blanc 2013 e Rosé 2013, uma nova versão de Sauvignon Blanc, com passagem por barrica, homenageia a mãe dos fundadores levando o nome DONNA ENNY na excelente safra 2012. Hoje administrada por José Eduardo e sua mulher Eliana, novos lançamentos estão sendo preparados para aumentar a linha de produtos especiais.

Villaggio Bassetti - Programa SC Agricultura / Epagri